MENU

culinaria
Tag Archive

348

Churros de Cerveja

Beerfood, Doces e Sobremesas

22/07/2019

Se por acaso você era criança nos idos 1990, o doce – e assunto de hoje – trazia, invariavelmente, uma associação à famigerada série de televisão mexicana, cujo protagonista anti-herói era conhecido como Chaves. Além do inalcançável sanduíche de presunto, a principal regalia que deixava muitos de nós, pequenos sonhadores, com água na boca eram os tais dos churros. Mas o que são churros, afinal? De onde eles vêm?

Segundo o portal independente The Prisma, essa aventura gastronômica teve início no século 16 quando os portugueses embarcaram em terras chinesas. Foi lá, do outro lado do mundo, que os lusitanos ouviram e provaram o “youtiao” pela primeira vez – tiras de massa frita consumidas pela classe trabalhadora chinesa no café da manhã. Ainda, de acordo com o mesmo portal, “youtiao” significava “demônio frito em óleo”, e era servido em pares, numa pequena “homenagem” a duas figuras da dinastia Song que haviam matado um general importante da época.

Da China para Portugal, de Portugal para Espanha e da Espanha para a América Latina foi um pulo – ou melhor, um navio. Aqui no Ocidente, a massa passou de uma comida popular salgada a ser uma sobremesa real. Na época, o chocolate era um produto caro e símbolo de status que, somado ao novo formato em estrela, era o prato-ostentação da época.

Atração obrigatória dos parques de diversão e feiras nacionais, embora a tradicional versão chinesa do churro salgado ainda sobreviva em algumas partes do mundo, no Brasil o chocolate acabou ganhando um novo concorrente como um dos seus recheios principais, cedendo boa parte do espaço para o delicioso doce de leite.

  Mais abaixo, juntamos o melhor dos mundos, do sonho infantil ao sonho adulto, num churro clássico de chocolate à base de cerveja. Bom proveito!

 

Churros de Cerveja e Chocolate

Ingredientes

Massa:

  • 250ml cerveja de trigo
  • 50g manteiga
  • 165g farinha de trigo (1 xícara)
  • 1 pitada de sal
  • Óleo para fritar
  • Açúcar e canela para empanar

Cobertura:

  • 200g chocolate meio amargo
  • 75g creme de leite fresco
  • 50ml leite
  • 1 colher de chá de curry
  • ½ pimenta dedo de moça

 

Modo de Preparo

  1. Coloque a cerveja em uma panela em fogo médio até que ela reduza para aproximadamente 200ml. 
  2. Adicione o sal e a manteiga até que esteja totalmente derretida.
  3. Junte a farinha toda de uma vez, desligue o fogo e mexa até homogeneizar.
  4. Coloque a massa em um saco de confeitar com ponta de “estrela” e deixe resfriar na geladeira ou congelador, enquanto prepara a cobertura.
  5. Para a cobertura, junte o leite, creme de leite, curry, pimenta e leve ao fogo até levantar fervura. Curry e pimenta a gosto.
  6. Pique o chocolate em pedaços pequenos. Despeje os líquidos através de uma peneira sobre o chocolate e mexa até homogeneizar. Mantenha aquecido.
  7. Aqueça o óleo para fritar os churros.
  8. Para cortar a massa você pode usar uma tesoura ou a ponta dos dedos.
  9. Ao retirar os churros da fritura, coloque-os em papel toalha para que absorva todo o excesso de óleo e passe na mistura de açúcar e canela.
  10. Arrume os churros em um recipiente alto, ou copo tipo pint.
  11. Sirva com a cobertura de chocolate em recipiente separado. 

 

Fonte da receita: A Perua da Cerveja (contém adaptações)

Com informação de: The Prisma

Leia Mais

1664

Dia da Mentira – Feijão Vermelho

Beerfood, Receitas Típicas

01/04/2019

Pode até parecer mentira, mas o primeiro imperador do Brasil, o português Dom Pedro I, gostava mesmo era de um prato bem brasileiro: arroz, feijão e carne. Com diversos serviçais que provavam a comida do rei para ver se não estava envenenada, a fama do imperador trazia algumas consequências a sua vida pessoal.

Amado e odiado, Dom Pedro teve uma vida pessoal conturbada, com relatos de diversas crises de hiperatividade, ataques epiléticos e casos extraconjugais. Por se tratar de uma figura pública, nem mesmo ele, o rei, foi perdoado em primeiro de abril de 1828. Segundo a publicação “A Mentira”, que relatava a vida dos famosos da época, o periódico noticiou o seu falecimento – o que viria a acontecer apenas sete anos mais tarde, em 1834 em decorrência de uma crise de tuberculose. O jornal teve que se retratar no dia seguinte e desmentir a notícia.

Tanto Portugal quanto o Brasil já haviam aderido à famigerada data numa importação cultural francesa. Tudo isso porque, em 1584, o rei Carlos IX da França passou a adotar o calendário gregoriano cujo ano se iniciava em primeiro de janeiro. Diferente do calendário anterior, cuja mudança de ano era festejada em 25 de março, com a chegada da primavera europeia, o novo calendário foi rejeitado por uma parcela da população francesa que se recusava a comemorar o fim do ano em dezembro, passando a ser ridicularizada pelos demais cidadãos.

Entre outras brincadeiras, aqueles que não queriam que o ano novo se iniciasse em primeiro de janeiro passaram a ganhar presentinhos bobos e convites a festas em lugares que não existiam. De forma geral, esta brincadeira se extravasou pelos povos europeus e foi trazida à América, sendo celebrada até os dias de hoje.

Se as histórias que circulam sobre Dom Pedro I são reais ou não, talvez jamais saberemos, mas uma coisa é certa: hoje é um dia no qual todas as mentiras são, em parte, verdadeiras.

Feijão vermelho na cerveja

Modo de preparo

  1. Ponha o feijão de molho em água fria de véspera.
  2. Leve ao fogo os alhos picados, a linguiça cortada em rodelas e a margarina.
  3. Deixe saltear um pouco, adicione o tomate pelado sem sementes, cortado em quadradinhos, tape a panela e deixe ferver durante 5 minutos.
  4. Escorra o feijão, coloque-o numa panela, cubra com água fria e deixe-o ferver durante 20 minutos.
  5. Adicione o feijão depois de bem escorrido e junte ao preparado anterior.
  6. Tempere com sal e adicione a cerveja.
  7. Tape e deixe cozer sobre fogo médio cerca de uma hora, até os feijões estarem bem cozidos.
  8. Depois de pronto, polvilhar com cominhos a gosto.

Ingredientes

  • 250 gramas de feijão vermelho
  • 4 dentes de alho
  • 50 gramas de margarina
  • 1 linguiça
  • 4 unidades de tomate maduros
  • 1 malagueta fresca vermelha
  • 1 malagueta fresca verde
  • 300 ml de cerveja clara
  • sal e cominhos a gosto

Leia Mais

1381

BeerFood: Jujuba de Cerveja

Beerfood, Doces e Sobremesas

04/09/2017

Atenção cervejeiros: este post é proibido para maiores de 18 anos.

Calma, calma, estamos brincando! Na receita de hoje, traremos o verdadeiro sonho de consumo de sua infância para a sua vida de adulto. Não parece um sonho?

Atire a primeira jujuba quem nunca se entupiu desta iguaria colorida e, após uma passada rápida no dentista, levou olhares de desaprovação dos pais? Felizmente (ou talvez saudosamente), como hoje somos os donos do nosso próprio nariz e da nossa boca, escolhemos uma receita para você vivenciar um clássico da primeira fase da sua vida digna de nostalgia, mas com um toque especial e envolvente, em comemoração à sua independência adulta.

Chame os amigos, revisite os clássicos CDs perdidos em alguma estante na sua casa e delicie-se com o prazer do açúcar, pelo menos hoje, sem culpa!

Sem mais delongas, apresentamos-lhe: Jujuba de Cerveja

Ingredientes

  • 1 kg de açúcar refinado
  • 2 xícaras de cerveja escura
  • 4 colheres de sopa de gelatina sem sabor
  • 1 caixa de gelatina sem sabor
  • Gotas de Corante vegetal alimentício para reforçar a cor da gelatina
  • Açúcar para envolver

Modo de Preparo

  1. Derreta a gelatina com a cerveja em banho-maria
  2. Acrescente o açúcar e mexa bem
  3. Leve novamente ao fogo sem deixar ferver, mexendo sempre até que o açúcar esteja
  4. completamente dissolvido
  5. Misture Corante vegetal alimentício
  6. Coloque num pirex untado com manteiga e deixe descansar de um dia para o outro
  7. Corte com cortadores de biscoito, passe em açúcar e deixe secar

Fonte da receita: Tudo Gostoso (contém adaptações)

Leia Mais